terça-feira, 25 de outubro de 2011


Deveria nunca ter saído da baleia. Ela me levava pra onde queria, eu não obtinha controle algum sobre ela e talvez tivesse lá sem seu consentimento mas eu tava protegida pela sua carapaça enorme e espessas camadas de gordura.

Nenhum outro ser conseguia manter-se dentro da baleia com vida por muito tempo mas eu tava acostumada com a adversidade do ambiente, já havia habitado lugares inóspitos antes.

Mas nada se compara ao oceano revolto, traiçoeiro. Um belo dia de sol, pode transforma-se numa tempestade, sem mostrar qualquer indício.

Nenhum comentário:

Postar um comentário