sábado, 24 de setembro de 2011

un autre jour de l'insomnie

É tão clichê falar de insônia num blog, porque esse é um mal muito comum entre a nova (e nem tão nova assim) geração e é um tema muito falado por todos.

Mas enfim, o que estou querendo dizer é que: Não consigo dormir e isso é um inferno, principalmente quando não tem nada pra se fazer na madrugada (e isso é bem plausível, a não ser que eu fosse fiscal do cara do apito). e nem fico tentando, virando de um lado pra outro na cama, simplesmente desencano.

Fico com a TV ligada mas nem presto atenção nela e quando vou parar pra olhar o filme ou qualquer outra coisa que tá passando, geralmente falo: "mas que merda é essa? E desligo. Ponho música pra tocar no PC e pra não ficar deitada olhando pro teto e destrinchando tudo que aconteceu comigo durante a semana e pensando como eu poderia ter agido diferente em várias situações; vou arrumar o guarda-roupa, pentear o cabelo (as vezes cortar), lixar as unhas, fazer um lanche, organizar os cd's, livros e dvd's por ordem alfabética, ler um dos 30 livros que comecei e que to custando a terminar... Só não faço o que realmente deveria, que é estudar mas às 3 da manhã não rola mesmo.

Ficar na net também faz parte mas também não tenho muito o que fazer, já que não participo de nenhuma rede social, e acho que esse é o grande motivo das pessoas passarem tanto tempo na internet.. Então fico lendo alguns blogs e também pesquisando sobre coisas importantíssimas, nesses últimos dias li sobre Tutankamon (aquela múmia), tratamento caseiro pra acabar com as varizes, se pimentão e pimenta são da mesma espécie e se teve efeito especial no filme "capitão américa", como o ator ficou alto e forte na metade do filme? mas o maior tempo que passo é comprando coisas ou só olhando pra comprar depois, sou viciada, minha última aquisição foram um par de castanholas rsrsrs, nem sei tocar aquilo. Uma coisa é fato, madrugada na net é um perigo pro meu bolso, pelafé.

Ainda tem o drama de dormir fora de casa, aff! só de não estar na minha cama piora muito o quadro de insônia. Fico puxando conversa até o mais tarde possível e quando a pessoa dorme ainda dou umas sacudidelas pra tentar acordar e nunca tem jeito. Ainda não conheci ninguém que durma depois de mim. Daí só me resta o celular, olhar as fotos e os vídeos pela vigésima terceira vez, reler as mensagens, mandar mensagens, jogar um pouco, pouco mesmo porque meus jogos são versão pra teste. E pela manhã se perguntarem se dormir bem, respondo: "igual a uma pedra".

Nenhum comentário:

Postar um comentário